Como escolher um creme anti-rugas

Como escolher um creme anti-rugas

Envelhecer é um dos piores pesadelos femininos. Quase todas as mulheres gostariam de manter o seu aspecto jovem, mas o facto é que, desde que nascemos, estamos em automático processo de envelhecimento. Pará-lo ou retardá-lo é, por isso, impossível. Mas podemos minimizar os efeitos que a idade deixa no nosso corpo. Assim acontece com a pele e os milagrosos cremes de rugas.

Muitos são os que prometem uma visível melhoria do estado da sua pele e a maioria afirma que vai consegui fazê-la parecer 10 a 20 anos mais nova. Com a grande variedade de cremes anti-rugas que existe no mercado, torna-se difícil saber qual é aquele que realmente funciona no seu tipo de pele.

Como escolher um creme anti-rugas, o preço e principais ingredientes

Desengane-se se acha que o creme mais caro é o mais eficaz. Tudo depende dos ingredientes que contém o pequeno boião onde, supostamente, estará o seu creme milagroso. Normalmente, os cremes com maior taxa de sucesso são aqueles que têm prescrição médica. Mas tudo depende da sua pele e de como ela reage, efectivamente, à acção do creme anti-rugas. Existem alguns ingredientes, já conhecidos pela sua acção contra as rugas, que estão presentes na maior parte dos cremes das grandes marcas. É o caso do retinol, dos ácidos de frutos, do Q10, dos peptidos de cobre, da Kinetina e dos extractos de chá. O retinol é um derivado da vitamina A e um dos ingredientes mais usados em cremes anti-rugas de mercado aberto.

Dos ácidos de frutos aos peptidos de cobre nos cremes anti-rugas

Tal como acontece com o Q10, uma coenzima que ajuda a regular a produção celular e a reduzir os efeitos do sol na pele. Os ácidos de frutos são também ingredientes usados nos cremes hidratantes, sobretudo nos vendidos com prescrição médica. Estes ácidos têm uma acção esfoliante, que promove a limpeza das células mortas e a renovação de novas células, de forma a manter um aspecto limpo e jovem na pele. O mesmo acontece com os peptidos de cobre, capazes de promover a renovação celular e de produzir colagénio, um nutriente que dá maior elasticidade à pele.

Os cremes anti-rugas com kinetina e os extratos de chá

A kinetina também é um ingrediente que permite produzir colagénio. O bom do colagénio é que não só consegue alisar as linhas e rugas de expressão, como melhorar a pigmentação e conferir uma nova elasticidade a uma pele já gasta. Por último, os produtores de cremes anti-rugas utilizam, também, os extratos de chá como nutriente. As suas capacidades antioxidantes e anti-inflamatórias tornam estes ingredientes nos mais usados neste tipo de cremes.

Como escolher um creme anti-rugas quando as rugas já  estiverem demasiado evidentes

Com tantos ingredientes, torna-se difícil escolher aquele que mais nos convém. Se as rugas estiverem demasiado evidentes, escolha um creme com mais qualidade, aqui vale mesmo a pena gastar um pouco mais de dinheiro mas ter a certeza que vai obter resultados, com doses abundantes de retinol ou colagénio, que são os ingredientes com propriedades mais benéficas para reduzir as rugas.

O creme anti-rugas deve ser começado a usar antes de aparecerem as primeiras rugas

Mas não esqueça que o creme anti-rugas não deve ser apenas usado depois do aparecimento da primeira ruga. Invista num creme hidratante a partir dos 20 anos de idade. Use-o todos os dias, duas vezes, pelo menos (para começar a sentir os efeitos nas primeiras semanas). Juntamente ao uso de creme hidratante e anti-rugas, deve fazer pelo menos uma vez por semana uma máscara de limpeza para ajudar a retirar as impurezas e a dar ainda mais hidratação à sua pele.

Aliado ao creme deve existir, ainda, um ritmo de vida saudável, com uma boa alimentação e um cuidado com a saúde exigente. E muita água, também. Afinal, ela é a melhor amiga da pele.

Na categoria: Cuidados com a pele
Tags: , , ,
Coloque esta página nos seus favoritos: permalink

Deixar uma resposta